Química. Nota Técnica. Vidraria de Laboratório Improvisada.


Copos Graduados Para Farmácia e Química, do Início do Século XX. Marca Whitall Yatum Company, Philadelphia,
Copos Graduados Para Farmácia e Química, do Início do Século XX. Marca Whitall Yatum Company, Philadelphia, Fonte da Imagem: Urban Remains (2014).

Autoria: Alberto Federman Neto, AFNTECH.

Revisto e Ampliado em 30 de Junho de 2021.

1. INTRODUÇÃO:

No laboratório Químico profissional, usamos muitas vidrarias especiais. Veja em UFPA, Universidade Federal do Pará, Aula Prática. RASPIR, V. Pinterest, Laboratory Glassware.

Para ver a História dessa vidraria e seu uso, vejas estes meus artigos neste Blog. 1, 2, 3.

Mas para montagem de laboratórios pequenos ou amadores, muitas coisas podem ser improvisadas. com bons resultados.

A imagem que ilustra este Artigo: São bonitos cálices graduados usados em laboratórios de Química e/ou Farmácia, do início do Século XX. Marca Whitall Yatum Company, Philadelphia, EUA. Uma antiga fábrica  Americana de frascos e vidraria para laboratório.

Eles tinham  as graduações marcadas com uma mistura de Espatoflúor, ou Fluorita, Fluoreto de Cálcio, CaF2, e ácido sulfúrico, corrosiva para o vidro. Pode-se usar bifluoreto de amônio, NH4F.HF . Ou mesmo ácido fluorídrico, mas, nesse último caso, as graduações não ficarão despolidas.

Fonte da Imagem: Urban Remains, Chicago, EUA (2014).

2. NOTA TÉCNICA. FRASCOS DE DISSOLUÇÃO:

Existem vasos cilíndricos de vidro comum,  para flores ou artesanato, com cerca de 1 litro de capacidade, que podem ser faclmente encontrados no comércio, a custo baixo ou relativamente baixo. Links: 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10.

Por exemplo, estes. Fonte da Imagem: Shopee,com,br.

Vasos Cilíndricos de Vidro Comum, Para Artesanato.
Vasos Cilíndricos de Vidro Comum, Para Artesanato. Fonte da Imagem: Shopee.com.br

Em que pese serem feitos de vidro comum, e portanto não suportarem calor, descobri que são muito úteis para demonstrar reações em palestras. São como tubos de ensaio, mas grandes e visíveis por toda a plateia!

Também muito úteis para fazer soluções em relativamente grandes volumes. Tive essa ideia a muitos anos. [FEDERMAN NETO, A. (1980]. Eu  os chamo de “Frascos de Dissolução“.

Eis os meus:

Vasos de Vidro Comum, Cilíndricos, Para Serem Usados em Química, Como Frascos de Dissolução. FEDERMAN NETO, A. (2022)
Vasos de Vidro Comum, Cilíndricos, Para Serem Usados em Química, Como Frascos de Dissolução. FEDERMAN NETO, A. (2022). Foto tirada com Câmera Digital Sony Cybershot DSC-W320..

Assim, vasos de vidro comum podem ser usados em Química.

Se assemelham aos antigosCopos Béquer” de laboratório, especialmente aos de forma alta, “Copos de Berzelius“, link 12. inventados pelo Médico e Químico Sueco Jons Jacob Berzelius, link 15, e originalmente, sem bico!.  Veja nesta foto, um “Copo de Berzelius“, do século XIX e sem bico.

O termo Béquer vem do termo em Latim Medieval Bicarius, que significa copo. PORTO, P.A.; VANIN, J.A. Quím Nova, 16,69 (1993). OLIVEIRA, I.T. et al. Quím Nova, 41, 933 (2018).

De fato, eles não foram inventados por Becher, e sim existiam muito antes, link 13,  derivados de copos de cozinha, vinho etc…

Taças de vinho, frascos de perfume etc… eram improvisadas e usadas em laboratório  por antigos Químicos, por exemplo por Lavoisier, por Boyle, por Faraday. Por Lemery… Link 14.

Em resumo, improvisar vidraria de cozinha, ou de mesa, no laboratório químico, não é algo inédito nem recente, mas é eventualmente útil. Veja este meu Artigo.

3. ARMAZENAGEM DE PRODUTOS:

Embalagens Plásticas:

Frascos plásticos comuns, de polipropileno, PET etc…. podem ser usados para armazenar principalmente reagentes que atacam vidro, como álcalis concentrados ou ácido fluorídrico.

Embalagens de Vidro:

Frascos de vidro comum como os de palmito,  conservas, pimenta, medicamentos etc… podem ser lavados, secados e reutilizados para armazenar reagentes.

Por exemplo, eu guardo em um velho frasco de pimenta, meus papéis indicadores.

Assim, se conservaram  por anos, pois estão ao abrigo da umidade e do ar. Ainda estão bons e não perderam em nada suas propriedades.

Frasco de Vidro Fechado, Para Armazenar Blocos de Papéis Indicadores. FEDERMAN NETO, A. (2017).
Frasco de Vidro Fechado, Para Armazenar Blocos de Papéis Indicadores. FEDERMAN NETO, A. (2017). Foto Feita com Câmera Digital Sony Cybershot DSC-W320  . ..

Um outro frasco semelhante, porém cilíndrico, como este, eu uso para armazenar minhas lâminas de microscópio novas, mergulhadas em álcool absoluto. Assim, estão sempre próprias para uso. O procedimento meu foi ensinado por meu pai, adaptado de um clássico método francês.

LANGERON, M. “Précis de Microscopie.“, Editora Masson Et Cie., Paris, França,  2a Edição, Págs:. 227-231 (1916). Tenho dois exemplares impressos de duas edições mais novas desse excelente e clássico manual completo de Microscopia.

Latas Metálicas:

Latas metálicas hermeticamente fechadas são úteis para armazenar reagentes muito higroscópicos e difíceis de conservar de outras maneiras.

Pode-se usar latas para tintas, novas, ou recicladas de tintas. No meu caso, porque a tinha disponível, usei uma lata comercial de embalagem de reagente químico, tipo essa.

Dentro da lata, colocar o saco plástico original lacrado do reagente  ou o frasco que o contenha. Feche a lata. O armazenamento é perfeito. Estanque e hermético por mais de 2 anos.

Assim, sulfeto de sódio anidro ficou perfeitamente conservado, desde 2019.

Armazenando Sulfeto de Sódio Anidro. Em Lata Hermética, Tipo de Tinta. FEDERMAN NETO, A. (2021).
Armazenando Sulfeto de Sódio Anidro. Em Lata Hermética, Tipo de Tinta. FEDERMAN NETO, A. (2019). Imagem Fotografada com Câmera Digital Sony Cybershot DSC-W320.

Eu o uso para nosso método de obter sulfidrato de sódio, NaSH, FEDERMAN NETO, Alberto ; PÁDUA, R. A. P. ; NOMIZO, Auro ; BORGES, A. D. L. ; FREITAS, A. ; CUNHA, F. Q . Uma Reação Não Usual: Bicarbonato de Sódio Como ácido de Lowry-Bronsted. Uma Nova Síntese de Sulfidrato de Sódio. In: V ENFARP – Encontro Farmacêutico de Ribeirão Preto, 2006, Ribeirão Preto. Anais de V ENFARP, 2006. p. 38-QS 03.

Importante como doador de sulfeto de hidrogênio em Farmacologia. FREITAS, A.; ALVES FILHO, J.C.; SECCO, D.D.; FEDERMAN NETO, A.; FERREIRA, S.H.; BARJA FIDALGO, C. ; CUNHA, F.Q. Brit. J. Pharmacol. 149, 345 (2006) CUNHA, T.M.; DAL-SECCO, D.; VERRI Jr., W.A.; GUERRERO, A.N.; SOUZA, G.R.; VIEIRA, S.M.; LOTUFO, C.M.; FEDERMAN NETO, A.; FERREIRA, S.H., CUNHA. F.Q. Eur. J. Pharmacol. 590, 127 (2008). SPILLER, F. et al. (2010). DAL-SECCO, D. et al. (2008).

O sal hidratado comercial não funciona bem, rendimento químico bem  menor.

Assim, demonstra-se que latas herméticas são úteis para conservar certos tipos de reagentes, como soda cáustica, sulfetos etc…. As latas são feitas de Folha de Flandres, que é chapa fina de ferro ou aço carbono  estanhado  .   Reagentes alcalinos não as atacam, somente ácidos.

Então, como vimos, pode-se usar frascos plásticos, frascos de vidro e até latas, para armazenar produtos químicos

4. FUNIS DE PLÁSTICO E FILTROS DE CAFÉ:

Todos nós, Químicos, conhecemos os funis usados nos laboratórios. Podem ser de vidro comum, vidro neutro ou de Pyrex (Vidro de  borossilicato). Alguns especiais para Química Analítica. Funis Analíticos Raiados de Haste Longa.

Mas para laboratórios simples, de hobista, ou mesmo no dia a dia do Químico profissional, os funis de plástico comum, baratos, podem ser improvisados e utilizados, e são inatacáveis por produtos químicos. Há vários tipos, cores e tamanhos. Imagens.

De fato, existem até funis especiais para Química, que são de plástico.

Filtros de cafécomum, de papel, também podem ser usados em Química, para filtrar razoáveis quantidades de compostos.

Eu usei muito para filtrar mais de 40 gramas de carbonatos e hidróxidos de metais de transição.

Por outro lado, os filtros de café permanentes ou reutilizáveis, são de plástico, polipropileno, ou poliéster, inatacável por produtos químicos… Existem de algodão,  ou pano, mas esses não servem para Química.

Assim podem ser usados para filtrar ácidos sulfúrico, nítrico, clorídrico ou fluorídrico, água oxigenada concentrada, soluções concentradas de hidróxidos de sódio ou potássio.

Melhor que o papel de filtro. Nessas aplicações, o papel de filtro comum não funciona, não pode ser usado… Ele seria destruído pelo reagente!

Monte o filtro e o funil de café como se fosse para filtrar café.

Funil de Plástico e Filtro Permanente Para Café. Pode ser usado em Química.
Funil de Plástico e Filtro Permanente Para Café. Pode ser usado em Química. Fonte da Imagem: Lar e Lazer.

5. COLHERES COMO ESPÁTULAS:

Também colheres comuns, de cozinha, desde que de aço inox, podem ser usadas em laboratório químico, como se fossem espátulas.

Quem me ensinou isso? Quando eu era criança, Meu Pai,  lberto David Domingos Federman, Médico Legista, e meu Avô, Alberto Federman,  Químico, Fotógrafo e Pesquisador.

Podem ser usadas as de café, chá, colheres de sobremesa ou de sopa. Várias medidas.

Para alguns casos, se o produto químico estiver duro, agregado, as colheres grandes de sopa ou sobremesa, são firmes e funcionam inclusive,  melhor dos que as espátulas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Química Top

O melhor e maior blog de Química do Brasil!

Mundo GNU

Difundindo o Software Livre

O Vital da Ciência

A ciência faz e tem história

CIÊNCIA LIVRE.

Artigos e Dicas sobre Ciências e Tecnologias Diversas: Eletrônica, Química, História da Ciência, Experimentos etc...

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: