Artesanato. Preparo de Caixas Apropriadas Para Guardar Lentes e Equipamentos Científicos.


 

Antigo Microscópio Alemão, Leitz, do Início do Séciulo XX, em sua Caixa de Madeira
Antigo Microscópio Alemão, Leitz, do Início do Séciulo XX, em sua Caixa de Madeira. Fonte da Imagem: Levy Leiloeiro.

Autor: Alberto Federman Neto, AFNTECH.

Publicado em 17 de Novembro de 2021.

Caixas novas foram preparadas para armazenar lentes  e outros instrumentos científicos delicados e sensíveis.

Neste Artigo, descrevo  como preparei algumas caixas de madeira ou MDF,  para guardar lentes de microscópio e outros instrumentos delicados, de uso Científico.

1. INTRODUÇÃO:

A imagem que ilustra este Artigo é um antigo microscópio Alemão , marca Leitz, do Início do século XX, em sua caixa de madeira. Fonte da Imagem: Franklin Levy, Leiloeiro, Rio de Janeiro, R.J., Brasil.

Nem todos os equipamentos científicos novos vem com a caixa, e principalmente câmeras e lentes de microscópio são aparelhos delicados, e ter caixas resistentes e boas para armazenar, guardar e transportar, pode seu muito muito útil e proteger os equipamentos.

Eis como preparei algumas caixas de custo relativamente baixo, para usar em meu laboratório e na minha residência.

2. CAIXAS:

Adquiri,  por compra na Internet,  junto ao Mercado Livre, cinco  caixas pequenas e médias, de custo relativamente baixo.

Sendo uma de madeira branca, de Pinus, e quatro de MDF cru. Links 1 2, 3, 4, 5.

São aquelas caixas não muito caras, utilizadas para artesanato.

Minhas Caixas de MDF ou de Pinus.
Minhas Caixas de MDF Cru, ou de Pinus. Fotos feitas com Câmera Digital KODAK C-183.

 

Duas delas são forradas internamente, com veludo preto, o que as torna ideais para guardar lentes, como oculares , link 6, e objetivas de microscópio.

Caixa de MDF, Forrada Internamente com Veludo Preto.
Caixa de MDF, Forrada Internamente com Veludo Preto.

 

Essas caixas que usei, são fáceis de personalizar ou usar em artesanato.

3. ARTESANATO E PREPARO DAS CAIXAS. VERNIZ:

Se eu deixasse sem personalizar ou modificar, o Pinus e o MDF, com o tempo, encardem muito e mancham.

Por isso resolvi personalizar, envernizar as caixas em acabamento brilhante, o que as torna fáceis de limpar com pano úmido, ou  de futuramente, passar cera ou lustra móveis nelas caso necessário.

Para isso usei procedimentos semelhantes aos que já havia feito em uma restauração de um antigo gabinete de banheiro, de estilo colonial.

Usei verniz tingidor, de marca Lukscolor, padrão Mogno, pois o achei facilmente no comércio de um bairro próximo  de onde resido.

Na realidade, prefiro os vernizes tingidor e/ou restaurador da marca Sayerlack, Polirex Mogno. Grupo das tintas Renner.

Mas neste caso, como não achei o Polyrex, comprei o verniz tingidor de cor Mogno, da marca Lukscolor. Ele é menos bom, dá menos cobertura, e demora mais para secar, mas também funciona.

Primeiramente, lixei as caixas levemente com lixa de madeira fina, granulação 220. E tirei todo o pó da lixa, com uma escova de crina de cavalo, para sapatos. Você pode usar lixa 150, ou 220, Ou mesmo 320. 360, 400 a 500.

Para a primeira demão de tinta, dilua o verniz tingidor Lukscolor  Mogno, com 10 % de seu volume de aguarrás. Usando o de marca Sayerlack Polyrex, a diluição não é necessária.

Deixei secar cada demão. cerca de 10 horas antes de aplicar outra demão. Usando Lukscolor, precisei usar 3 demãos de verniz. Mas para o Sayerlack, duas demãos possivelmente seriam suficientes.

Eis como ficaram as caixas. Note o tom avermelhado da madeira, imitando Mogno.  Eu gosto.

Em uma semana, estarão completamente secas e prontas para uso.

Minhas Caixas, Após Envernizar.
Minhas Caixas, Após Envernizar.

 

4. LAVAGEM DOS PINCÉIS:

Se os pincéis que você usar forem muito baratos, pode não compensar lavá-los. Deixe secar bem e descarte no lixo reciclável, pois tem partes de metal, madeiras ou plástico.

Mas eu tenho uma pequena coleção de pincéis, alguns deles antigos e relativamente caros.. Por isso, prefiro lavá-los.

O procedimento que uso, aprendi com meu avô materno.

Após fazer a pintura, não deixe o pincel secar. Enxague os pelos  do pincel uma ou duas vezes, de preferência com aguarrás, mas em caso de falta dela, use removedor ou querosene.

Atenção. Gasolina não serve. Ela é volátil demais e excessivamente inflamável. Além disso, a gasolina brasileira contém muito álcool adicionado. O Thinner também não é recomendado. Ele contém tolueno, um hidrocarboneto aromático tóxico, além de ésteres, que o tornam agressivo para as mãos. Além de ressecar o pincel e prejudicar seu acabamento.

Usar aguarrás, portanto!

Enxaguado o pincel, uma ou duas vezes, esfregue bastante as cerdas em uma barra de sabão comum e água. ou lave bem com sabão em pó amarelo de limpeza pesada.  O sabão é alcalino e ajuda muito a remover a tinta.

Após lavar, enxague bem e seque os pincéis ao ar.

Rolinhos de espuma sujos com verniz, por outro lado são difíceis de limpar e mais fácil não reaproveitá-los.

5. CONCLUSÃO:

Caixas novas foram preparadas para armazenar lentes  e outros instrumentos científicos delicados e sensíveis.

Foram feitas de caixas comerciais, de relativo baixo custo, de MDF ou de madeira branca de Pinus, envernizadas  com verniz tingidor.

Essas caixas são resistentes, protegem os equipamentos e pode ser feitas usando simples procedimentos de artesanato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Química Top

O melhor e maior blog de Química do Brasil!

Mundo GNU

Difundindo o Software Livre

O Vital da Ciência

A ciência faz e tem história

CIÊNCIA LIVRE.

Artigos e Dicas sobre Ciências e Tecnologias Diversas: Eletrônica, Química, História da Ciência, Experimentos etc...

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: