Restauração Simples de Móveis Antigos. Procedimentos.

Cristaleira Restaurada.
Cristaleira Antiga Restaurada. Fonte da Imagem: Larissa Arte e Restauração.

Autoria: Alberto Federman Neto, AFNTECH.

Atualizado em 28 de Janeiro de 2020.

Neste Artigo, alguns procedimentos simples que uso para recuperar móveis (estantes, mesas etc…) antigos.

Não é exatamente restauração elaborada.

Grande Restauração implica procedimentos especiais de marcenaria, encontrar madeira adequada, refazer marchetado etc… Procedimentos pouco acessíveis  aos amadores, ou aos que não possuem ferramentas adequadas.

Mas com os métodos que descrevo aqui, você poderá deixar seu móvel antigo, recuperado, bonito e funcional.

INTRODUÇÃO.  OS MÓVEIS QUE RECUPEREI:

Estante antiga de padrão cerejeira, dos anos 80. Antes:

Estante Velha.
Estante Antiga de Padrão Cerejeira. Antes da Recuperação.

Após a recuperação. Tingida em cor cerejeira envelhecida, acabamento encerado. Puxadores trocados. Usei puxadores de madeira branca, mas coloridos e envernizados em padrão Cerejeira, comprados prontos, são como estes.

Estante Recuperada
Estante Padrão Cerejeira, Recuperada. Acabamento Encerado. 2019.

Outra foto:

Estante Recuperada.
Outra Foto. Estante de Cerejeira, Recuperada.

Gabinete velho, de madeira, de treliça. colonial, dos anos 70. Estava sujo e manchado e os puxadores,  verdes e oxidados.

Após a recuperação. Não foi tingida, já era avermelhada. Verniz é Sayerlack  Polyrex Restaurador, cor Mogno. Apenas uma pequena lata de 225 ml, foi suficiente para duas demãos.

O Gabinete ficou perfeito. Original era para banheiro, mas foi transformado em um armário e coberto com um tampo de granito Brasília.

Gabinete Colonial Recuperado.
Gabinete de Banheiro, de Madeira, Colonial, Recuperado. O Tampo é de Granito Brasília. 2019.

Detalhes dos puxadores. São coloniais, mas novos, réplicas,  em zamac, cor cobre envelhecido. São da Metallica Acessórios.

Puxadores Cobre Envelhecido.
Puxadores Coloniais em Zamac. Cor Cobre Envelhecido. Não são Antigos, são Réplicas.

Estante Colonial, antiga, de imbuia, comprada  em 1980. Ganhei de minha mãe. Foi comprada em uma antiga loja (que ainda existe) na Rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros, São Paulo, S.P. , a Gramado Móveis.

Recuperei a estante em 2014.  Manchas corrigidas tingindo com anilina imbuia. Acabamento encerado:

Estante Recuperada.
Estante Antiga, 1980, Colonial, de imbuia. Recuperada em 2014. Acabamento Encerado.

Outra foto, mais ampla:

Estante Colonial.
Estante Colonial de 1980. Imbuia. Recuperada em 2014.

Vamos ver como essas recuperações foram feitas?

1. DE INÍCIO, COMO FAZER.

Coloque o móvel em um local arejado, ou pelo menos (se for pesado ou grande, ou fixo) abra bem todas as janelas.

Comece tirando  a poeira  do móvel. Para isso use uma flanela seca, ou um pano de microfibra, link 2, ou um aspirador de pó.  Depois remova a totalidade,  o excedente do pó, com um pano úmido.

Se somente a água não for suficiente, use vinagre branco, ou chá preto. Sim, o chá preto tem cafeína e taninos (polifenóis) , que ajudam a restaurar a madeira.

Agora você já limpou a poeira. deixe secar completamente.

Novamente, limpe o móvel com estopa embebida em aguarrás de pintura. Não tendo aguarrás, você pode usar querosene ou removedor, mas o melhor é a aguarrás. Compre em casas de tintas ou materiais de construção, e é usada para lavar pincéis e diluir tintas.

Não confundir com aguarrás vegetal, que é essência de terebentina. Nunca usar acetona e nem thinner. Estes  solventes danificam o acabamento, vernizes ou tintas, dos móveis.

A limpeza com aguarrás removerá toda a gordura do móvel. Não se preocupe com o aspecto oleoso. A aguarrás é relativamente volátil. Ela vai evaporar em 1-3 dias.

2. LIXAMENTO –  SÓ SE NECESSÁRIO.

Caso seja necessário, pois o móvel tem riscos ou manchas de tinta etc… Lixe a madeira.

Use Lixas para madeira ou para massa corrida (lixas vermelhas de óxido de alumínio). Se necessário (arranhões grandes) comece com lixa de granulação grossa, 80 ou 50; Depois lixa média ( de 100 a 220 ); Finalize com lixa fina (220 a 400). Mesmo lixa 600.

Para tirar a poeira da lixa, repita as operações descritas no Item 1.

3. COLORAÇÃO –  SÓ SE NECESSÁRIO.

Neste ponto, pode ser necessário tingir ou corrigir a cor da madeira.

As tintas colorantes para madeiras podem ser achadas em forma líquida, já preparadas. Links: 1, 2, 3, 4, 5 , 6. 11.

Mas eu gosto de usar as anilinas em pó, solúveis em álcool. Existem anilinas de várias marcas: Gaúcha, Ortoquímica, Lacxe, Sisal, mas para madeiras, a principal marca é Salisil. São fabricadas nas cores para tingir madeiras nos tons Mogno, Imbuia, Cedro etc…

Anilina Para Madeira.
Anilina Para Madeira, Cor Cerejeira. Marca Salisil.

Escolha a cor da madeira que quer, por exemplo, nestas tabelas. Links: 7, 8, 9, 10. 12. Nos meus móveis, eu usei Cerejeira em uma das Estantes e Imbuia na outra.

Compre a anilina em pó, dilua em álcool forte (95-96 GL), o álcool de supermercado é diluído com água e não serve! Ajuste a cor que deseja para a madeira. Quanto mais anilina juntar, mais escuro fica.

Aplique a solução de anilina na madeira, com um pincel. Procure aplicar uniformemente, para não manchar. Use uma só demão de anilina.

Deixe secar muito bem e passe para a fase 4.

4. POLIMENTO E ÓLEO DE PEROBA.

Se você quiser, já pode polir o móvel com flanela ou escova de sapatos, ou aplicar seu lustra móveis comum favorito, com uma estopa ou pano.

Querendo melhorar mais ainda, aplique de uma a três mãos de um lustra móveis oleoso. Deixe cada mão secar bem até cessar o aspecto oleoso (até uns 3 dias).

O mais conhecido é o Óleo de Peroba. Encontrado no comércio. Links: 14, 15, 16, 17.

Importante, neste uso, de nosso Artigo, precisa aplicar com pincel e não com pano.

Passe para fase do acabamento.

5.  ACABAMENTO CLÁSSICO OU MODERNO.

Existem muitas possibilidades de acabamentos.

O acabamento normal, moderno para o seu móvel, é feito com verniz. Vernizes comuns, tipo Sparlack,  ou suas variantes, servem. Verniz Copal Artificial também.

Para usar verniz tingidor, com corante, no seu móvel. recomendo que use Verniz Polyrex Restaurador ou TingidorÉ fabricado pela Sayerlack , uma empresa do grupo das tintas Renner, uma ótima marca.

Fabricam produtos de alta qualidade. O Polyrex é um verniz de preço relativamente barato, que rende muito, muito fácil de aplicar e liso (mesmo aplicado a pincel). Muito fácil de usar e muito bom. O melhor verniz que usei.

Verniz Artesanal. Para pequenos objetos de madeira, embora eu nunca tenha usado isso em móveis, inventei (sou Químico), nos anos 80, um verniz econômico,  feito de Breu (50 g) (Resina de Pinheiro) Link 26, Terebentina (40 ml) e álcool de 96 GL (250 ml).

Contudo, você pode querer alto brilho, como estes móveis. Neste caso, precisará usar Resina Epoxi, ou Laca  Link 13), Laca Chinesa,  ou Verniz de Poliuretano.

Aqui,  bons tutoriais de como recuperar tacos de madeira. Link 25.

6.  ACABAMENTOS PARA MÓVEIS ANTIGOS.

Se quiser fazer um acabamento Vintage ou Retro.

Móveis antigos eram somente encerados, ou envernizados com Goma-Laca ou Goma Copal natural mexicana (não se acha mais isso!). Ou ainda se usava Goma Damar.

Encerar, você pode usar Cera de Carnaúba preparada, Cera Virgem, produtos a base de cera de abelhas, cera para móveis   , cera preparada, Link 16cera de abelha pura, cera de carnaúba pura .

Ou mesmo, cera comum, de chão, ou para madeira, em pasta! Tipo marcas Inglesa, Poliflor , Ceramil, Canário, 3M. Polilux, Polilux ColonialBelli Wood,  Tigre, Guanabara, Andréia    etc…

Verniz de Goma-Laca. A Goma-Laca é uma resina natural. Ela é cara, por isso, nos dias atuais, só é usada em móveis finos.

O verniz dela pode ser comprado pronto, Link 17, ou comprar em escamas, e diluir. Existe a Nacional e a Indiana (que é de melhor qualidade). Links 18, 19, 20.

Use cerca de 100-180 g de goma-laca para cada 1/2 a 1 litro de álcool forte 95-96 GL ou absoluto. Para um verniz que requer menos camadas, use 360 g de goma-laca por litro de álcool.

Deixe em repouso, com agitação ocasional, por tempo prolongado, uma semana  a um mês,  até que se dissolva e  sofra uma maturação necessária. Links 21, 22, 23, 24. Também existem fórmulas modificadas.

Feito o verniz, aplique sobre a madeira, em camadas muito finas, com um pincel, deixando secar um pouco entre uma camada e outra, e lixando muito ligeiramente com lixa muito fina, 400 a 600, entre as demãos de goma-laca aplicadas. Link 27. Link 28.

Quanto mais camadas, mais brilhante ficará. Chama-se “Polimento Francês“, e era usado não só em móveis, como em instrumentos musicais.Exemplos: 1, 2, 3, 4, 5.

Móveis finos e muito antigos eram envernizados só assim.