Eletrônica. Aparelhos com Bateria Interna Recarregável. Problemas.


Antigo Rádio a Válvulas, Marca Telespark, Brasil (1962).
Antigo Rádio a Válvulas, Marca Telespark, Brasil (1962). Fonte da Imagem: CAVALCANTE, C.; Blog “Forquilha, Ontem Hoje e Sempre” (2012).

Autoria: Alberto Federman Neto, AFNTECH.

Atualizado e Ampliado em 31 de Maio de 2021.

Este Artigo reporta problemas encontrados em vários aparelhos eletrônicos, com bateria interna recarregável, e sugestões de como solucioná-los ou contorná-los.

A Imagem que ilustra este Artigo é de um antigo rádio a válvulas brasileiro, de 1962,  Marca Telespark, fabricado pela emprêsa Telespark-FeigensonS.A., Indústria e Comércio, de São Paulo, S.P., Brasil.

Não confundir com a atual marca Telespark, que é uma marca nacional da Hot Sat, e que faz aparelhos de rádio modernos,  mas com visual antigo, “Retro”.

Outras fábricas de rádios , réplicas, com visual antigo são a Poneradio. Com seus aparelhos Imperador, outro link, Companheiro , Campeão, etc… Eu tenho um. Tem também os produtos da Phonearte.  E da Rei do Rádio.

1. BATERIAS DAS LUMINÁRIAS DE EMERGÊNCIA.

O objetivo deste Artigo é reportar diversos problemas observados por mim e por outras pessoas, nas baterias recarregáveis internas de vários aparelhos eletrônicos atuais.

Uma razão quer vejo para esses problemas  existirem deve ser por causa de ser tecnologia relativamente recente, e não plenamente desenvolvida.

A primeira fez que observei esses problemas, foi a uns 6 ou 7 anos, em antigas luzes de emergência com lâmpadas fluorescentes. Com baterias seladas de chumbo ácido. Esse problema foi notado também por outras pessoas: Links 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Essas baterias se desgastam por sulfatação, mas como são seladas, não dá para limpar e nem regenerar…. Em em pouco tempo, a luminária não funciona mais!

A solução que parece mais simples é trocar a bateria de chumbo ácido, link 18, link 24,  mas embora elas existam no comércio, são  caras. Links 7, 8, 9, 10, 11. Isso muitas vezes, inviabiliza o conserto.

Bom, o leitor poderia perguntar…. e se eu usar as novas luminárias de emergência de LED?  Infelizmente, como eu notei, é ainda pior!

Elas pode durar apenas um mês ou dois, e como a maioria são chinesas e baratas, elas não tem assistência técnica no Brasil e ao não funcionarem mais, são lixo eletrônico! Rs…. Você compra a luminária de emergência baratinha, e em dois meses….. Adeus! kkkkkkk. Fiz um artigo aqui no Blog, sobre elas.

Há uma maneira de consertá-las e melhorá-las. substituir as baterias seladas de chumbo ácido, por baterias modernas seladas  de íons de lítio.

As baterias de chumbo ácido das luminárias são de 6 Volts, e as de íons de lítio são de 3,6-3,7 Volts. 3,2 V. Link 12. Basta associar duas em série, totalizando 7,2 Volts.

Existem vários modelos com terminal, com fio, ou com contatos tipo pilha. link 66. Exemplos, marca Samsung, com terminal; Marca Gimbal, com Terminal; Marca On-Cell, com fio. Marca HU, com contatos tipo pilha ; Marca Bora Electronica, com fio etc…

Bateria de 3,7 Volts, Marca Ultrafire, Modelo Similar a uma Pilha AA.
Bateria de 3,7 Volts, Marca Ultrafire, Modelo Similar a uma Pilha AA. Fonte da Imagem SOUZA, L. e Mercado Livre.

Existem também de 4,2 Volts, e são fabricadas geralmente para lanternas LED ou lanternas táticas.

Vamos ver então, alguns tutoriais de pessoas que consertaram as luminárias de emergência, por esse método de substituir o tipo de bateria. Links 13, 14, 15, 16, 17. Há reparos mais sofisticados, usando regulador de tensão.

Melhor ainda se você empregar baterias de íons de lítio do tipo usado em celulares. Modelos baratos (pois os terminais serão soldados).

Pois elas são mais fáceis de achar e são feitas para suportar muitos ciclos de carga. Durarão bastante tempo. Links 18, 19, 20, 21, 22, 23 .

Bateria Para Celular Samsung, de Baixo Custo.
Bateria Para Celular Samsung, de Baixo Custo. Fonte da Imagem: Supermercado Extra.

Também podem ser usadas pilhas ou baterias de níquel metal hidreto, NimH. ou baterias para telefone sem fio.Ou mesmo, se quiser, respeitadas tensão e corrente, outros tipos.

Se necessário, Associe em paralelo, para obter maior corrente, ou em série, para obter maior tensão. Para ver como ligar, veja  o Blog de MGASPARIN, licença Creative Commons (2016).

2. BATERIAS DE LANTERNAS:

Outro tipo de aparelho que dá problema com as baterias internas são as lanternas.

O problema inexiste nas lanternas táticas,  porque a bateria é acessível , links 25, 26 e 27. e fácil de trocar.

Mas pode ocorrer nas lanternas LED comuns, link 28, baratas, links 29, 30, 31, 32,  e algumas das lanternas “tipo holofote”, Links 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40, 41, 42. 43. 44. 45. Assim como nas lanternas LED um pouco mais antigas.

Você até pode reaproveitar as células de velhas baterias de notebook.

Por exemplo, eu tenho uma antiga lanterna marca Idea,  (veja no Item 7) com rádio. Tinha bateria interna selada de chumbo, que não durou nada, e tive de trocar.

Nestes links, veja tutoriais sobre a necessidade de trocar baterias em lanternas. 46, 47, 48, 49, 50. 51.

3. BATERIAS DE RÁDIOS RECARREGÁVEIS:

A baixa durabilidade das baterias internas recarregáveis de rádios, é também conhecida. Essas baterias podem existir em caixinhas de som, também. 53, 54. 58. 57.

Já tive quer trocar  em dois dos meus rádios. Novas, não duraram nada. Cerca de um mês. umas 8 ou dez recargas, e pifaram!. Troquei por baterias de celular. Outros rádios com bateria interna, links 61. 62. 63.

Aqui, alguns tutoriais de como trocar baterias internas em rádios recarregáveis. Links: 52, 55, 56.

Alguns rádios tem a bateria recarregável acessível externamente, o que torna suas troca fácil (até mais fácil) do que nas lanternas táticas. Veja links: 57, 64,

Um exemplo, o MIDI MD-55D, Japão, que usa bateria tipo de celular, em compartimento externo.

Agora, esses excelentes rádios da MIDI, Japão, nesse modelo, são meio difíceis de achar no Brasil, mas eu tenho um (veja  Item 3, D neste meu artigo). Outros modelos MIDI, fáceis de achar, links 65, 66.

Rádio MIDI, MD-55D, Japão.
Rádio MIDI, MD-55D, Japão. com Bateria Tipo Celular, Acessível na Parte Externa da Caixa. Fonte da Imagem, Mercado Livre

4. RESUMO E CONCLUSÃO:

Esta nota técnica reporta problemas com as baterias seladas internas de alguns rádios, lanternas e luminárias de emergência modernas.

Por serem muitas de chumbo ácido, ou por, mesmo sendo de íons de lítio, mas com carregadores mau dimensionados, essas baterias se deterioram rapidamente, exigindo sua substituição.

Essa troca da bateria nem sempre é fácil pois, por ser bateria interna, exige a abertura do gabinete do aparelho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s