Forno de Micro-Ondas. Evitar Ferrugem. História do Forno de Micro-Ondas.

Antigo Forno de Micro-Ondas.
Antigo Forno de Micro-Ondas, de 1971. Marca Amana Radarange, EUA. Fonte da Imagem: BestMicrowave.

Autoria de Alberto Federman Neto, AFNTECH.

Publicado em 17 de Outubro de 2019.

O Artigo descreve uma  breve história do forno de micro-ondas e um procedimento para limpeza do forno de modo que não enferruje.

Micro-Ondas, Ortografia de 2009.

1. HISTÓRIA DO FORNO DE MICRO-ONDAS:

A existência das micro-ondas de rádio foi prevista e calculada em 1864, pelo Físico Escocês James Clerk Maxwell e produzidas, junto das outras ondas de rádio de amplo espectro de frequências, pelo primeiro tipo de oscilador eletrônico, o “Ressoador” do Físico Alemão Heinrich Rudolf  Hertz. Assim, quando ondas eletromagnéticas de rádio  são produzidas, longas médias e curtas, micro-ondas também o são. Mas em muito pequena proporção.

Micro-ondas só puderam ser geradas com mais eficiência após o aperfeiçoamento dos transmissores de rádio. Isso porque os primeiros transmissores de centelha, “Telesparks” de Landell de Moura, Marconi e Tesla, só produziam ondas longas, medias e curtas.

Os aperfeiçoamentos são devidos principalmente ao trabalho do Engenheiro Americano Edwin Howard Armstrong. Ele também inventou  os receptores regenerativos, superheteródinos e descobriu a FM, frequência modulada. Também os transmissores de AM, Amplitude Modulada e Ondas Médias, com geradores de múltiplos polos, do Engenheiro Canadense Reginald Aubrey Fessenden produziam  um pouco de micro-ondas.

A História do Forno de Micro-Ondas está ligada à do RADAR (Radio Detection And Ranging).

Radar é um equipamento que gera ondas as mais curtas possiveis e detecta objeto metálicos, captando a reflexão dessas ondas.

Somente após os anos 30, entre 1934 e 1939, é que as ondas de rádio muito curtas que o Radar necessitava, puderam ser bem produzidas.

Mas as micro-ondas só puderam ser obtidas mais facilmente após o aperfeiçoamento da válvula “Magnetron”, (Link 2) entre 1935 e até o fim da segunda guerra mundial. O Magnetron havia sido inventado por um Engenheiro da Siemens, o Alemão Hans Gerdien, em 1910. GERDIEN, H., Deutsches Reichspatent 276,528 (1910).

O fenômeno do aquecimento dos alimentos pela radiação de micro-ondas produzida pelo Magnetron,

Um aperfeiçoado Magnetron para RADAR,  foi desenvolvido pelos Engenheiros Ingleses John Randall and Harry Boot, em 1940, e usado em ampla escala, nos radares durante a segunda guerra.

Em 1945, um Engenheiro Americano Percy Le Baron Spencer, enquanto consertava um radar, viu que o chocolate derretia quando exposto à energia das micro-ondas emitidas pelo radar. Estava descoberto o aquecimento por micro-ondas. Spencer patentearia sua descoberta em 1950. SPENCER, P.L. Patente Americana, US2495429A (1950).

A empresa onde ele trabalhava era a Raytheon. Ela fabricava Radares mas em 1947, ela faz o primeiro for de micro-ondas industrial, ainda muito caro!

A empresa Americana de Refrigeração  Amana  , inventou o freezer em 1947, o refrigerador comercial em 1949 e em 1954, o ar condicionado. Em 1954 também, ela lançaria o prototipo do primeiro forno de micro-ondas doméstico.

A Amana seria comprada pela Raytheon em 1965. E lançaria, em 1967. o primeiro forno de micro-ondas doméstico comercializado, o Radarange. Se chamava assim porque usava um Magnetron e as mesmas frequências de micro-ondas do radar.

Eram ainda caros, só se tornaram mais acessíveis após 1970.

Até hoje, o Magnetron é a principal válvula produtora de micro-ondas usadas nos fornos. Para consertar, é preciso muito cuidado pois há um transformador de 2000 Volts e um dobrador de tensão para 4000 Volts, para a placa do Magnetron. Os choques seriam mortais.

Além disso, a radiação emitida pelo Magnetron faz mal à saúde, pois o forno aberto, não existe a blindagem, a gaiola de Faraday formada pelo gabinete metálico.

2. FORNO DE MICRO-ONDAS ENFERRUJADO:

Observa-se que muitos micro-ondas ficam muito enferrujados, até furam, após muito uso. Porque isso acontece?

Porque a maioria das pessoas limpa tudo com multiuso ou detergente. Esses materiais de limpeza contém ácido alquil benzeno sulfônico linear (Estrutura), chamado comercialmente ácido sulfônico.

Eles deixam resíduos ácidos, que como o tempo, vão corroer e enferrujar o interior do forno.

3. LIMPAR O FORNO DE MODO QUE NÃO ENFERRUJE:

Não  é difícil. Invés de usar multiuso ou detergente, use sabão em pedra, sabão de coco ou pasta de brilho, ou bicarbonato de sódio

Depois disso, passe pano úmido por umas 4 vezes, até tirar todo o resíduo de sabão, e deixe secar com a porta do forno aberta.

Quer ver como funciona? Note meu Panasonic Piccolo, sem ferrugem. Ele já tem mais de 10 anos!

São produtos alcalinos, não deixam resíduos ácidos.

Além disso, produtos alcalinos e bicarbonato de sódio evitam formação da ferrugem, pois se sabe em Química da Corrosão, que para formar a ferrugem, precisa existir, além do oxigênio e água, gás carbônico livre. Meio alcalino nunca tem gás carbônico, e sim ânion de carbonato. MAIA, D.J.; SEGRE, N.; SCATIGNO, A.C.; STELLA, M.B. Quim. Nova Esc. , 37, 71 (2015).

Neste meu Artigo, mostrei que panelas de ferro são protegidas da ferrugem por bicarbonato de sódio, que é alcalino.

4. FORNO DE MICRO-ONDAS . RISCOS PEQUENOS, EXCETO METAL NO MICRO-ONDAS:

Você pode continuar usando! Não é tão perigoso…

Primeiro, por causa da caixa se de metal, micro-ondas não escapam pelos furo! Elas não são igual um gás! Elas são refletidas ou absorvidas pelo metal da caixa.

Não vão pro ambiente, se dissipam. Prove isso. Coloque uma maçã em cima do seu micro-ondas, e não dentro. Ela nunca vai assar! Se a radiação escapasse, atingiria a maçã.

Além disso, dentro do forno existe aquela placa de mica quadrada, é a guia de onda, uma antena para convergir a radiação sempre para o centro do prato… Portanto, seu micro-ondas não vai espalhar radiação.

Agora, não se deve colocar metais, garfos, panelas no micro-ondas. Sim é verdade. Pode faiscar. Porque disso?

A Lei de Faraday, transformadores. 

Se eu tiver um transformador pequeno, que transforme 127 Volts em 6 Volts, e ligar no 127 Volts (no primário), ela vai produzir uma tensão de saída de 6 Volts. Mas isso em 60 Hz, a frequência da corrente alternada comum.

Se eu ligo a uma fonte de alta frequência (muito mais que 60 Hz) a tensão produzida no secundário é muito maior. a corrente, “amperagem” é que diminui.

Você observa isso nas bobinas de carro, nos “Flybacks” das TVs  (Link 2) e na Bobina de Tesla. São circuitos alimentados com alta frequência.

Resumo, quanto maior  a frequência da corrente alternada que alimenta o circuito, maior será a tensão de saída. Na tomada temos 60 Hz, mas no micro-ondas, são 2450-2500 MHz, 2.5 GHz! Qualquer pecinha de metal, mesmo um fiozinho, uma espira, se torna um transformador de alta tensão.

Então vai faiscar mesmo… MAT (Muito Alta Tensão) é Produzida.

Porque metais não aquecem? Porque são refletores de micro-ondas, é o princípio do RADAR.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s